Novo NES retrô da Hyperkin funciona com cartuchos antigos e tem saída HDMI

Aproveitando o anúncio de que a Nintendo parou de fabricar seu NES Classic Edition, a produtora de consoles retrôs e acessórios, Hyperkin, anunciou um novo produto à sua linha de consoles que rodam consoles antigos, o RetroN 1 HD.

O console é uma repaginada no primeiro RetroN que a Hyperkin produziu, lançado no começo dos anos 2010, que era compatível com o Nintendo Entertainment System, mas passou a sofrer nos últimos anos por apenas conter saída em vídeo composto, resultando numa qualidade de imagem inferior.

De acordo com a empresa, o novo RetroN HD contará com saída em vídeo composto para televisores antigos, mas também contará com uma porta HDMI capaz de fornecer imagens em 720p com opção de proporção de tela de 4:3 ou 16:9. Além disso, o console é compatível com cartuchos no padrão NTSC e PAL (americano e europeu, respectivamente).

A comparação com o NES Classic Edition (vulgo Mini NES) foi uma das primeiras coisas que os fãs notaram, e a Hyperkin não deixou de dar umas alfinetadas na Nintendo ao afirmar que seu controle tem um cabo de 1,8M (em comparação com o controle da Nintendo que tinha pouco menos de 78cm), além de permitir compatibilidade com os controles originais do NES pois usa os mesmos conectores.

A Hyperkin também garantiu que ao contrário do mega-console RetroN 5 (que era compatível com NES/Famicom, SNES/Super Famicom, Mega Drive e GBA), o RetroN 1 HD não usará emulação, e está usando um hardware para tentar rodar como um NES nativo, o que pode ser uma boa notícia para quem odeia consoles que usam emulação.

Fica a dúvida se a Hyperkin lançará adaptadores para rodar jogos de Famicom no novo RetroN HD. Mas já confirmaram que adaptadores antigos, e todos os acessórios do NES devem funcionar sem problemas, incluindo cartuchos com múltiplos jogos e até a Nintendo Zapper (contanto que você esteja ligado numa TV de tubo).

O RetroN 1 HD mostra que adicionar uma porta HDMI e manter um hardware não-emulado não é um bicho de 7 cabeças, e faz desejar que a Tectoy tivesse tomado a mesma iniciativa com o seu novo Mega Drive. Isso sem falar no hype criado pela própria Nintendo em cima do NES com a sua incapacidade de suprir as demandas pelo NES Classic Edition.

O RetroN 1 HD chega às lojas norte-americanas no dia 25 de maio pelo preço de US$ 39,99 e está sendo vendido para o mundo todo pela Amazon americana (inclusive Brasil, apesar das taxas salgadas de importação).

Quer saber mais sobre o NES Classic? Confira nossa vídeo análise do mini-console:

Novo NES retrô da Hyperkin funciona com cartuchos antigos e tem saída HDMI

Fernanda Domeniche
Sobre o autor
-